Transplante de Pâncreas

Acompanhe o TP

Transplante de Pâncreas

Indicações do Transplante de Pâncreas

Data de Publicação: 15/07/2017

Fonte: Transplante de Pâncreas   
Autor:  Marcelo Perosa, MD

Está indicado o TP nos pacientes diabéticos insulino-dependentes (na sua imensa maioria, diabéticos tipo 1) que necessitem de transplante renal, ou que já tenham sido submetidos a esse transplante. Outras indicações seriam diabéticos com graves complicações, como retinopatia, neuropatia autonômica, ou diabetes hiperlábil. Alguns pacientes com DM tipo II poderão entrar no protocolo de transplante, desde que sejam insulino-dependentes e se descartem obesidade ( IMC < 30 ) e resistência periférica a insulina.

Principais indicações do transplante de pâncreas :
TRANSPLANTE DE PÂNCREAS E RIM SIMULTÂNEO ( TPRS ) : Diabéticos Insulino-Dependentes Urêmicos, com comprometimento da função renal, em programas de diálise ou mesmo em fase pré-diálise( Cl Creat < 20ml/min ), situação na qual já existe, ou brevemente existirá, necessidade de transplante renal.

TRANSPLANTE DE PÂNCREAS ( Doador Falecido ) e RIM ( Doador Vivo ) SIMULTÂNEO ( TPRS-V ) : Devido ao longo tempo de espera para TPRS e também pelos benefícios de se dispor de doador vivo ( principalmente quando aparentado ), vem sendo , cada vez mais utilizado, esta modalidade de TPRS, isto é, o TPRS-V. Assim, todo candidato novo para TPRS é orientado a dispor, se possível, de doador vivo renal para estudo. Se houver doador vivo compatível e apto, o paciente é inscrito na fila apenas de pâncreas ( bem mais curta e com tempo médio de espera de 3 meses ). Quando disponível o enxerto pancreático de doador cadavérico, interna-se o receptor e seu doador renal, praticando-se o TPRS-V.

TRANSPLANTE DE PÂNCREAS APÓS RIM : Diabéticos insulino-dependentes não-Urêmicos, já submetidos a transplante renal previamente mas que continuam com progressão das complicações do DM. Nesta categoria, será realizado apenas transplante de pâncreas, sendo chamado de transplante de pâncreas após rim (TPAR).

TRANSPLANTE DE PÂNCREAS ISOLADO : Diabéticos insulino-dependentes não-urêmicos, hiperlábeis, de difícil controle, com crises frequentes de cetoacidose, hipoglicemias assintomáticas, além de complicações secundárias graves, mas com função renal ainda preservada. Nesta categoria está indicado o transplante de pâncreas isolado ( TPI ) e aconselha-se ser sempre referenciado pelo endocrinologista que acompanha o caso há mais tempo. O índice de sucesso desta modalidade de TP assemelha-se ao TPAR, sendo pouco inferior ao TPRS, mas que evolui progressivamente com a maior eficiência dos imunossupressores. ( Necessário Cl Creat > 60ml/min para esta categoria de paciente e laudo do endócrino atestando labilidade ).

Veja mais

Transplante de Pâncreas

im Medicamentos Imunossupressores
im Quem Somos
im O que esperar
im Critério para Priorização na Fila de Transplante Renal - Pós transplante de outro órgão.
im Diabetes Pós-Transplante